quarta-feira, fevereiro 01, 2006

O primeiro post a gente nunca esquece…

Já está acabando o ano. É o início do segundo e mais curto mês. Que coisa! O primeiro post nesse blog já vem tarde. Na verdade esse é um “meta-post”. Um post sobre o blog e começa cheio de ressalvas: se você está à procura de saber mais sobre a minha vida, fotos, fofocas, festas, baladas, aventuras; um aviso: você entrou no blog errado!!!! Quero aqui colocar um pouco sobre as minhas leituras, em especial - livros. Qualquer um: romance, auto-ajuda ou mesmo técnico. Revistas, artigos, jornais também podem entrar é claro! Enfim, tudo que eu esteja lendo, ou tenha lido.

O nome desse blog não foi escolhido por acaso: “O Borra-Botas”. O sentido literal do termo é daquele que borra a bota, isto é, do engraxate que não sabe fazer o seu serviço direito. Daí para as extensões de sentido, hoje empregadas, é um pulo: profissional inexperiente, mau profissional, trapalhão. Com certeza irei “borrar muito essas páginas”. Além disso, quem me dera ser profissional da arte de escrever. Amador já seria um elogio. E aí entra o “Diário de um Melquetrefe (com L mesmo): um indivíduo intrometido, enxerido, dado a meter-se no que não é de sua conta, segundo Houass.

Por essas e outras, sinta-se em casa para “por o bedelho”, colocando a sua maneira de pensar ou mesmo correções do meu "excelente" português escrito.

2 comentários:

octavio disse...

Olá. Não pude deixar de vir aqui corrigir um comentário seu. Borra-Botas significa medroso, covarde. E a origem do termo não tem nada a ver com a história do engraxate que disseste. O termo vem de antigamente, quando alguns homens usavam botas, e as calças para dentro das botas. Alguns deles seriam tão medrosos, que chegariam ao ponto de se borrarem nas calças; então a merda escorreria para dentro das botas, sendo, então, uns borra-botas.

Capitanio disse...

Veja então o dicionário:

http://www.priberam.pt/dlpo

Até mais,